Suspeito de participar de ataques com sete mortes em Fortaleza é preso com armas e munição

A Polícia Civil prendeu neste domingo (11) um homem suspeito de participar da série de ataques que deixou sete pessoas mortas na noite de sexta-feira (9) no Bairro Benfica, em Fortaleza. Com o suspeito, a polícia apreendeu três armas de fogo, munições e carregadores de pistola.

As sete pessoas foram assassinadas em uma série de ataques na Praça da Gentilândia, no Bairro Benfica, e próximo à sede da Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF). Dois torcedores seguem internados no Hospital Instituto Dr. José Frota (IJF).

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) chegou até o suspeito após localizar um veículo, modelo Fiat Punto, que havia sido captado por câmeras de segurança localizadas próxima à sede da torcida organizada do Fortaleza, onde ocorreu parte dos assassinatos. O veículo estava na garagem de um prédio no Bairro Meireles.

Tentativa de fuga

Os policiais realizaram uma busca no apartamento cuja garagem é vinculada e encontraram dois revólveres calibre 38, uma pistola .40, munições e carregadores. O suspeito que estava no imóvel tentou fugir, mas foi detido pelos policiais.

O homem foi levado à sede da DHPP, no Bairro de Fátima, onde está preso. Conforme a SSPDS, ele vai responder por homicídio, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, resistência, receptação e na Lei das Organizações Criminosas.

Dentro do automóvel, foram encontrados cartuchos de bala. O material recolhido foi encaminhado para a Perícia Forense do Ceará (Pefoce), onde será comparado com o que já havia sido coletado nos locais dos crimes. A DHPP segue com as investigações em busca de localizar os demais suspeitos.

G1

-

Brasil

Assassinados no distrito de Mosqueiro, em Belém, são ex-marido e ex-sogra da cabo Maria Fátima

Brasil

Defesa de Temer pede ao STF anulação de indiciamento promovido pela PF
© 2018. Catolé News. Todos os direitos reservados