Vacinação contra a Covid-19 vai ocorrer de forma simultânea em todo o País, diz Ministério

A vacinação contra a Covid-19 vai ocorrer de forma simultânea em todo o Brasil, com distribuição proporcional de doses entre os estados da federação, de acordo com informação divulgada pelo Ministério da Saúde, neste sábado (9).

Segundo o Ministério, em reunião com o Instituto Butantan, o governo afirmou que as 100 milhões de doses produzidas pela instituição serão incorporadas ao Programa Nacional de Vacinação (PNI) contra a Covid-19. O Butantan é responsável pelo imunizante da CoronaVac em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

"Representantes do Ministério da Saúde e do Instituto Butantan acertaram que a totalidade das vacinas produzidas pelo laboratório paulista serão adquiridas pelo Governo Federal e incorporadas ao Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19", escreveu a pasta.

O Ministério acrescentou ainda que, dessa forma, "os brasileiros de todo o País receberão a vacina simultaneamente, dentro da logística integrada e tripartite, feita pelo Ministério da Saúde e as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde."

Nesta sexta-feira (8), contudo, o Estado de São Paulo afirmou que vai manter o início da imunização na data prevista do dia 25 de janeiro, independente do planejamento federal.

Diário do Nordeste

 

-

Catolé e Região

Polícia Civil prende na tarde desta terça-feira (19) em Itaporanga, assaltante foragido de Campina Grande

Paraíba

Taxa de ocupação de leitos covid no Sertão da Paraíba salta de 40% para 74% em cinco dias
© 2021. Catolé News. Todos os direitos reservados