Delegado diz que mensagens em aplicativo comprovam intenção em suicídio por parte de Jonas

O delegado Kelsen Vasconcelos, responsável pelas investigações a cerca da morte de um casal na cidade de Puxinanã, no Agreste da Paraíba, afirmou que a polícia teve acesso ao celular de uma das vítimas. Por meio de um aplicativo de mensagens, foi identificada a intenção de suicídio por parte de Jonas mariano da Costa, de 29 anos.

Ainda de acordo com a polícia, Jonas teria um caso extraconjugal com Jucilene Cavalcante Bezerra, de 21 anos. Os dois foram encontrados mortos na sala da casa do marido de Jucilene na manhã desta quinta-feira (09).

“O que aconteceu lá, possivelmente em decorrência de um relacionamento extraconjugal. O que agente apurou no local é que o dono de casa, quando chegou, encontrou a mulher e o rapaz na sala” adiantou o delegado.

“Eles tinham se separado fazia oito dias. Daí o Jonas foi lá pra receber um abraço da moça”, destacou Kelsen. “No decorrer da investigação, a gente conseguiu acesso ao celular do rapaz. No aparelho havia uma troca de mensagens entre ele e a moça, onde ele declinava que iria se matar porque a vida não tinha mais jeito”.

Ainda segundo o delegado, as investigações a cerca do caso seguem e ainda não está esclarecidos as circunstâncias da morte.

Com Portal T5

-

Política

Mesas da Câmara e do Senado promulgada emenda que adia eleições municipais para novembro

Esportes

Vasco vence o Madureira pela última rodada da Taça Rio, mas não garante classificação
© 2020. Catolé News. Todos os direitos reservados