Suspeito de comandar sessão de tortura e estupro coletivo contra ex-companheira é preso,

Um homem foi preso nesta quarta-feira (20 de maio), em Itapororoca, Agreste da Paraíba, suspeito de comandar uma sessão de tortura e estupro coletivo conta a ex-companheira. O crime ocorreu no dia 02 de maio.

 

De acordo com a Polícia Civil, os crimes aconteceram no distrito de Jacumã, no município do Conde, Litoral Sul do estado, sob comando do suspeito, no último dia 02 de maio.

 

Após o crime, a vítima foi levada para a Maternidade Cândida Vargas, em João Pessoa, onde ficou seis dias internada, segundo a Polícia Civil.

 

Em relato para a Delegacia de Atendimento à Mulher da zona sul da capital paraibana, contou que residia em Itapororoca com o suspeito e foi trazida por ele para uma festa em Jacumã, onde foi agredida fisicamente pelo homem e estuprada por ele e outros seis homens desconhecidos.

 

Segundo a polícia, a vítima foi submetida a exames sexólogos, que não comprovaram a violência sexual, porém o caso segue sendo investigado em virtude da possibilidade da mulher ter sofrido atos libidinosos classificados pela atual legislação como estupro, mesmo sem ter ocorrido conjunção carnal.

 

O homem foi preso na tarde desta quarta-feira (20) após uma operação conjunta da Delegacia do Conde e guardas municipais de Itapororoca, município onde o suspeito mora.

 

Ainda de acordo com informações da Polícia Civil, suspeito é ex-presidiário e tem envolvimento com tráfico de drogas e assaltos. Ele foi levado a Delegacia do Conde, onde negou as denúncias e disse que a vítima se machucou após sofrer um acidente de carro.

 

Segundo o delegado Marcos Paulo Sales, as investigações continuam para identificar possíveis coautores do crime.

 

Prefeitura confirma 1° caso de coronavírus em Itapororoca-PB

 

G1PB

-

Catolé e Região

Polícia Militar de Brejo do Cruz age rápido e recupera em menos de 08hs moto que havia sido roubada

CNEWS TV

Ataque a tiros deixa um homem morto e outro ferido na Grande João Pessoa
© 2020. Catolé News. Todos os direitos reservados