Identificado responsável pela morte da menina Beatriz, assassinada a facadas em escola em Pernambuco

A Polícia Civil do Pernambuco identificou o homem responsável pelo crime contra Beatriz Angélica Mota, de 7 anos. Há seis anos, a menina foi assassinada com 42 facadas na escola particular em que estudava em Petrolina, no Sertão de Pernambuco.

O DNA encontrado na faca utilizada no crime, segundo o laudo pericial, é de Marcelo da Silva de 40 anos, que está preso por outros crimes. Nesta terça-feira (11), após ser ouvido por delegados, ele foi indiciado. Os detalhes da investigação serão apresentados na manhã desta quarta-feira (12).

No dia 10 de dezembro de 2015, a menina participava da formatura da irmã, no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora. Ela saiu do lado dos pais para beber água e desapareceu. Desde a data do assassinato, foram realizadas sete perícias. O inquérito acumulou 24 volumes, 442 depoimentos e 900 horas de imagens analisadas.

Em dezembro de 2021, os pais da criança percorreram a pé mais de 700 quilômetros, entre Petrolina e o Recife, para pedir justiça.

-

CNEWS TV

Popular agride companheira depois de uma tentativa frustrada de reatar relacionamento

CNEWS TV

Homem morre após colisão frontal entre carro e caminhão na BR-230, ena manhã desta terça (25)
© 2022. Catolé News. Todos os direitos reservados