Verdão bate Inter em casa e larga na frente por vaga na semi da Copa do Brasil

O Palmeiras recebeu a equipe do Internacional na noite desta quarta-feira (10), no Allianz Parque, e venceu por 1 a 0 com gol de Zé Rafael, aos oito minutos do primeiro tempo, de cabeça, após bela assistência de Bruno Henrique em bola cruzada pelo lado direito do campo. O resultado faz com que o Alviverde precise de apenas um empate para garantir classificação no jogo de volta contra o time colorado, no Beira-Rio, na próxima quarta-feira (17), às 21h30. O time que passar garante vaga na semifinal do torneio Nacional.

 

O Maior Campeão do Brasil ostenta atualmente 10 vitórias consecutivas válidas por competições oficiais. A sequência atual abrange vitórias contra Internacional (1x0), San Lorenzo-ARG (1x0), Atlético-MG (2x0), Santos (4x0), Sampaio Corrêa-MA (1x0), Botafogo (1x0), Sampaio Corrêa (2x0), Chapecoense (2x1), Athletico-PR (1x0), Avaí (2x0) e, agora Internacional (1x0). Ao vencer o Colorado, o Palmeiras alcançou as sequências de 11 vitórias atingidas em 1939, 1942, 1944-45 e 1963. O recorde é de 21 vitórias, estabelecido em 1996.

 

Com 24 vitórias, oito empates e duas derrotas em 34 jogos na temporada – sem contar amistosos –, o Palmeiras é o clube da Série A com melhor aproveitamento de pontos em 2019: 79%. O segundo colocado é o Goiás, com 70,2%, em 28 jogos. Além disso, o Verdão também é a equipe da elite do Brasileirão que mais venceu em números absolutos em 2019 (por qualquer competição): 24 vitórias (em 34 jogos), à frente do Atlético-MG, que soma 22 triunfos (39 duelos).

 

Esta é a 16ª vez que o Verdao disputa uma quarta de final de Copa do Brasil. Além de 2019, o Verdão chegou outras 15 vezes nesta fase da competição nacional. Os anos são 1992, 1993, 1996, 1997, 1998, 1999, 2000, 2004, 2010, 2011, 2012, 2015, 2016, 2017 e 2018. Em oito oportunidades destas 15 participações nas quartas, o Alviverde levou a melhor, se classificando para a fase seguinte (as semifinais): 1992, 1996, 1997, 1998, 1999, 2012, 2015 e 2018.

 

Além de 2019, Palmeiras e Internacional já se encontraram em três edições de Copa do Brasil ao longo da história, totalizando seis confrontos. Em 1992, ano da primeira disputa, o Colorado levou a melhor nas semifinais e garantiu vaga na decisão daquele ano após vencer o Alviverde por 2 a 0, no Palestra Italia, e 2 a 1, no Beira Rio – o time seria campeão diante do Fluminense.

 

Em 2015, o vencedor do duelo voltou a sair do torneio com o título, mas foi o Palmeiras. Após superar o Inter nas quartas de final (empate em 1 a 1 fora de casa e vitória por 3 a 2 no Allianz Parque), o time, comandado por Marcelo Oliveira, ainda deixou Fluminense e Santos para trás para levar o troféu para casa. O terceiro e último encontro entre os clubes aconteceu em 2017, nas oitavas de final, e o Maior Campeão do Brasil voltou a levar a melhor – triunfo por 1 a 0 no Allianz Parque e derrota por 2 a 1 no Beira Rio, garantindo a vaga no critério de gols marcados fora de casa.

 

 

Recorde defensivo em casa

 

O Palmeiras não foi vazado nenhuma vez dentro do Allianz Parque nas últimas 11 partidas - é o recorde da arena alviverde. Neste período, o Verdão venceu em nove oportunidades e empatou um jogo. A última vez que o clube sofreu gols na arena foi no dia 27 de fevereiro, contra o Ituano, pelo Campeonato Paulista, na vitória por 3 a 2.

 

Luan e Gómez: sem sofrer gol há 1081 minutos

 

Os zagueiros Gustavo Gómez e Luan vivem ótima fase com a camisa do Palmeiras. Com a dupla em campo, o time alviverde não sofre gol há 1081 minutos (sem considerar os acréscimos). Foram 998 minutos referentes aos últimos dez duelos feitos pela dupla (já descontando o tempo em que Luan saiu sentindo dores contra o Santos, pela 8ª rodada do Paulista, aos 27 da etapa inicial, e contra o Botafogo-RJ, pela 6ª rodada do Brasileiro, aos 26 do segundo tempo) e outros 83 correspondentes ao tempo restante do derby, pela 5ª rodada do Paulista, quando foi iniciada a sequência (logo após o time ter sido vazado aos sete minutos daquele clássico). O recorde na história palestrina sem tomar gol levando em conta uma dupla de zaga, entretanto, ainda pertence a Marcio e Vágner Bacharel que, em 1987, garantiram que o time ficasse por exatos 1221 minutos intransponível.

DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO

-

Esportes

Athletico/PR vence o Botafogo na baixada e complica o glorioso na tabela

Esportes

Corinthians e Inter empatam sem gols, na Arena Corinthians, pelo Brasileirão
© 2019. Catolé News. Todos os direitos reservados