Atlético de Cajazeiras atropela o Campinense e chega a 2ª vitória seguida na Série D; Raposa tem crise agravada

O Atlético-PB segue reagindo no Campeonato Brasileiro da Série D. Após iniciar com três derrotas, a equipe venceu sua segunda partida consecutiva neste domingo, contra o Campinense-PB, pelo placar de 3 a 0, no estádio Perpetão, pela quinta rodada.

Com o a vitória, o Trovão foi a seis pontos, alcançou a quinta colocação do Grupo A3 e aumentou a crise na Raposa, agora há três partidas sem vencer e na sétima e penúltima posição, com cinco pontos.

O JOGO

O Atlético-PB amassou o Campinense-PB. A primeira chance dos anfitriões aconteceu antes dos dois minutos de partida, em chute colocado de Patrick que passou raspando a trave. O primeiro gol não demorou a acontecer. Aos 4′, Bruno bateu de bico e o goleiro Waldson engoliu um frango bizarro.

No fim do primeiro tempo, o Campinense-PB ainda perdeu o lateral-direito Alex Travassos, expulso após jogar a bola em direção ao rosto do árbitro assistente por não concordar com a marcação de uma falta.

O Trovão sufocava o adversário e criava as melhores oportunidades, enquanto a Raposa abusava dos passes errados, muitos deles na saída de jogo. Em uma delas, o Atlético-PB quase ampliou aos 2′ do segundo tempo.

Três minutos mais tarde, os mandantes cobraram falta rápida, pegando a defesa visitante desprevenida, e Pachu fez o segundo gol. Completamente rendido, o Campinense-PB não reagia.

Aos 26′, em boa trama ofensiva, Paulinho recebeu na área e fechou o caixão da Raposa, decretando o 3 a 0 para o Atlético-PB.

No fim da partida, Paulinho, do Atlético-PB e Fabinho, do Campinense-PB foram expulsos após desentendimento.

PRÓXIMOS

Pela sexta rodada da Série D, o Atlético-PB visita o Afogados-PE, na quarta-feira, às 20h. Mais cedo, às 19h, o Campinense-PB recebe o Salgueiro-PE.

Futebol Interior

-

CNEWS TV

Polícia Civil faz maior apreensão de drogas sintéticas dos últimos anos com material avaliado em R$ 1 milhão

Política

Nova Pesquisa Ibope em João Pessoa: Cícero, 21%; Nilvan, 15%; Ricardo, 10%; Wallber, 10%
© 2020. Catolé News. Todos os direitos reservados