Com as estreias de ´Somos Tão Jovens´ e ´Faroeste Caboclo´ em maio, o culto à memória do lendário Legião Urbana segue firme

Só na última semana, dois filmes brasileiros, inspirados na trajetória e obra da banda liderada por Renato Russo, tiveram seus trailers divulgados. O primeiro foi "Faroeste Caboclo", baseado na ópera rock de nove minutos e (três segundos!), sucesso do álbum "Que país é este?" (1987).

O vídeo, divulgado segunda (dia 8), foi um fenômeno viral: contou com mais de um milhão de acessos no Youtube em apenas 48h - o que não chega a ser uma grande surpresa, uma vez que a música é praticamente um roteiro pronto, além de ser uma obra-prima do rock nacional (se não a maior), em termos narrativos e musicais. Aliás, nos admira é que ainda demorou para alguém ter um estalo e adaptar a canção para as telonas.

A trama gira em torno da saga de João de Santo Cristo (interpretado por Fabricio Boliveira) desde sua infância no interior da Bahia até sua ascensão, quando vai tentar a sorte em Brasília. Ajudado por Pablo (Cesar Troncoso), um primo distante, peruano, que vende drogas da Bolívia, ele vai trabalhar numa carpintaria, mas também acaba se envolvendo com o tráfico de drogas. Um dia, conhece a bela Maria Lúcia (Isis Valverde), filha de um senador (Marcos Paulo, em seu último papel nos cinemas, antes de falecer). É amor à primeira vista, mas João mergulha cada vez mais numa escalada de crime e violência - até encontrar seu maior inimigo, o playboy e traficante Jeremias (Felipe Abib), rival nos negócios e no coração de Maria Lúcia. Previsto para estrear em 30 de maio, "Faroeste Caboclo" tem direção de René Sampaio e busca ser fiel à epopeia imaginada pelo cantor e poeta, que totaliza 168 versos de canção.


Outra produção bastante aguardada, com estreia para 3 de maio, é "Somos Tão Jovens", cinebiografia de Renato Russo que ganhou trailer na mesma semana do teaser de "Faroeste Caboclo". O vídeo veio a público na quarta (10) e dá uma prévia do filme, que mostra o jovem Renato que sonha ser um astro do rock.

Do Aborto Elétrico à Legião Urbana, "Somos Tão Jovens" apresenta os primeiros acordes do mito Renato Russo e da turma do Rock Brasília. Coube a Thiago Mendonça a tarefa de dar vida ao emblemático frontman do grupo.

No filme, a semelhança do ator com Renato chega a impressionar tamanha a fidelidade na caracterização. Outro trunfo é o fato da produção ter tido apoio dos remanescentes Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá, que chegam até a "emprestar" seus filhos - Nicolau Villa-Lobos e João Pedro Bonfá - para viverem suas respectivas personas no cinema.

Da Coluna Zoeira,
Jornal Diário do Nordeste
-

Catolé e Região

Língua de Fora e Falta de Ar voltam a campo no último domingo do ano para o Jogo do Tira-teima

Política

Desembargador concede liminar e garante Berg Lima na Prefeitura de Bayeux
© 2018. Catolé News. Todos os direitos reservados