São Bento e mais 20 municípios da PB vão receber verba para atendimento de pessoas com dificuldade de locomoção

O município de São Bento, e mais 20 outros da Paraíba devem receber R$ 11 milhões para atendimento domiciliar de pacientes com dificuldade de se locomover, segundo o Ministério da Saúde.

 

O repasse tem como objetivo diminuir a demanda por atendimento nos hospitais públicos.

 

De acordo com o Ministério, a verba é destinada para a contratação de 410 equipes do Sistema único de Saúde (SUS) de Multiprofissionais de Atenção Domiciliar (Emad) e Multiprofissionais de Apoio (Emap). A quantia será dividida entre as cidades e os valores estão no Diário Oficial da União.

 

As Emad são formadas por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem que ofertam suporte médico completo aos pacientes que estão acamados, e as Emap são compostas por três profissionais de assistência social, fisioterapia, fonoaudiologia, nutrição, odontologia, psicologia, farmácia ou terapia ocupacional.

O objetivo do Ministério é reduzir a demanda por atendimento nos hospitais e também evitar as internações e reinternações de pacientes, além de diminuir o tempo de permanência de internação dos usuários do SUS.

Serão beneficiados os seguintes municípios:

  • Água Branca
  • Alcantil
  • Belém
  • Boa Ventura
  • Bonito de Santa Fé
  • Campina Grande
  • Coremas
  • Esperança
  • Imaculada
  • Itabaiana
  • Ingá
  • Mamanguape
  • Patos
  • Princesa Isabel
  • Riachão de Bacamarte
  • Santa Rita
  • São Bento
  • São João do Rio do Peixe
  • São José de Piranhas
  • Sapé
  • Solânea
  • Tavares

 

Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita, PB — Foto: Diogo Almeida/G1

 

G1PB

-

Catolé e Região

Polícia Militar deflagra 'Operação Carnaval 2020' na cidade de Catolé do Rocha (PB)

Catolé e Região

Acusado de roubo é preso em Brejo do Cruz (PB) nesta quinta, durante ‘Operação Carnaval'
© 2020. Catolé News. Todos os direitos reservados