Maternidade Frei Damião passa por desinfecção após morte de funcionária com suspeita de Covid-19

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou na tarde desta terça-feira (24) que a Maternidade Frei Damião passará por desinfecção após a morte de Quézia Leite Batista, assessora administrativa da Unidade. Ela estava internada em um hospital particular de João Pessoa com suspeita do novo Coronavírus.

Em nota, a Secretaria ainda informou que organiza uma equipe de psicólogos e psiquiatras para cuidado dos profissionais que trabalhavam com a vítima.

“Nas próximas 24h, durante todo o processo de desinfecção, a Frei Damião receberá o apoio de outras maternidades da Rede, que irão trabalhar como retaguarda da unidade para que os atendimentos de emergência encaminhados pelo SAMU e algumas demandas espontâneas possam ser encaminhadas prioritariamente para esses hospitais”, diz a nota.

Leia na íntegra:

‘Governo da Paraíba
Secretaria de Estado da Saúde

Nota

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que já está em curso um processo de desinfecção da Maternidade Frei Damião, na parte interna do prédio e nas áreas de cuidado e de apoio da unidade. Além disso, está organizando uma equipe de resposta rápida de psicólogos e psiquiatras para cuidado e manejo ao estresse pós traumático que funciona como suporte a todos os profissionais que trabalhavam com a vítima do trágico evento.

Nas próximas 24h, durante todo o processo de desinfecção, a Frei Damião receberá o apoio de outras maternidades da Rede, que irão trabalhar como retaguarda da unidade para que os atendimentos de emergência encaminhados pelo SAMU e algumas demandas espontâneas possam ser encaminhadas prioritariamente para esses hospitais.

João Pessoa, 24 de março de 2020.’

-

Brasil

Por causa do coronavírus, medo e falta de atendimento deixam 50 mil sem diagnóstico de câncer no Brasil

Brasil

Concurso 2.267 da Mega-Sena pode pagar R$ 45 milhões nesta quarta-feira (03)
© 2020. Catolé News. Todos os direitos reservados