Colégio Normal Francisca Mendes em Catolé do Rocha (PB) celebra 80 anos de fundação

Nesta quinta-feira (11 de abril de 2019) o Colégio Normal Francisca Mendes, um dos principais educandários do Sertão Paraibano faz aniversário, a escola completa 80 anos de vida. Foi em 11 de abril de 1939 que aconteceu a aula inaugural do educandário, idealizado pelo catoleense, Coronel Antônio Mendes Ribeiro, num gesto de amor filial, já que a ideia era homenagear por toda vida, a sua genitora, Francisca Henriques Mendes que deu nome ao colégio.

A primeira aula aconteceu no antigo casarão da Praça Sérgio Maia, onde residiu por muito tempo o casal Marçal de Freitas e Dona Quêta, já que no mês de abril de 1939, se fazia necessário o início do ano letivo, e as obras da construção do prédio, aonde iriam funcionar o educandário ainda estava por terminar.

Somente no mês de agosto do mesmo ano o Colégio Francisca Mendes recebeu a primeira turma normalista, pioneira na educação normal do sertão paraibano.

ENTENDA

A criação de uma instituição escolar, no cenário de uma cidade localizada no alto sertão paraibano, no final da década de 1930, tem um significado relevante, sobretudo pelo fato de ser formadora de professoras primárias. Estamos nosreferindo a uma Escola Normal, que possibilita o acesso à educação e contribui para o desenvolvimento da sociedade local e regional. Portanto, configurase como um objeto de interesse historiográfico. O Colégio Normal Francisca Mendes, localizado na cidade de Catolé do Rocha, pode ser considerado uma instituição educacional sobremaneira importante, posto que, a partir do ano de 1939, passou a subsidiar a educação catoleense e das cidades circunvizinhas Brejo do Cruz, Cajazeiras, Pombal, Uiraúna, Sousa e São Bento, na Paraíba, além de Caicó, Patu e Parelhas, no Rio Grande do Norte razão por que teve um significado social reconhecido pela sociedade da época. Tomando por base essa descrição, acreditase que a analise e a compreensão do processo de criação e funcionamento da organização escolar do Colégio Normal Francisca Mendes, no período de 1939 a 1959, contribui para se compreender bem mais sua função social, tanto no município quanto no estado da Paraíba. O recorte temporal adotado neste estudo se justifica pelo fato de 1939 ter sido o primeiro ano de funcionamento da instituição escolar como unidade de educação formadora de professoras para o ensino primário o Curso Normal. Além disso, no ano de 1959, o Colégio Normal Francisca Mendes completou 20 anos de funcionamento como Curso Normal e, no ano seguinte, passou a atender também ao Curso Ginasial. Isso promoveu uma mudança na formatação das modalidades/níveis de ensino a formação de professoras deixou de ser enfatizada, e a instituição passou a atender também a outras demandas educativas.