João Pessoa e Campina Grande serão palcos de manifestações em defesa de Lula neste sábado

O Partido dos Trabalhadores (PT) irá realizar neste sábado (13) mobilizações em favor do ex-presidente Lula (PT) em João Pessoa e em Campina Grande. Na Capital paraibana, o evento ocorrerá na Praça da Paz, nos Bancários, a partir das 17h30, e tem a presença confirmada do senador Lindbergh Farias.

Na Rainha da Borborema, o ato está programado para ocorrer na Praça da Bandeira, a partir das 9h.

De acordo com o presidente estadual do PT, Jackson Macedo, as manifestações têm por objetivo explicar à população o processo político que enfrenta o ex-presidente.

“Esse ato vai acontecer em todas as capitais, nas principais cidades do país e aqui em João Pessoa, vamos organizar uma aula pública sobre democracia e explicar ao povo como foi esse processo político que o presidente sofre em Curitiba”, declarou.

Além do senador, professores e lideranças políticas de outros partidos são esperados nas mobilizações.

“Vamos ter a presença da professora Maria Luiza, do Departamento de Ciências Jurídicas da UFPB, do professor Carlos André, do Departamento de Educação da UFPB, e do senador Lindbergh Farias, que é paraibano, mas é senador pelo PT do Rio de Janeiro”, acrescentou.

O ex-presidente Lula será julgado em segunda instância no dia 24 de janeiro de 2018. Os três desembargadores da 8ª turma do TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) vão analisar o caso do tríplex do Guarujá (SP), processo em que o petista foi condenado pelo juiz Sergio Moro, responsável pelas decisões da operação Lava Jato em primeira instância no Paraná, a 9 anos e meio de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O ex-presidente foi acusado pelo Ministério Público de receber o apartamento em um prédio no litoral paulista em contrapartida por beneficiar a empreiteira OAS em contratos irregulares com a Petrobras. Ele nega todas as acusações e recorreu pedindo o cancelamento da sentença. Já o MP solicitou o aumento da pena.

-

Brasil

Assassinados no distrito de Mosqueiro, em Belém, são ex-marido e ex-sogra da cabo Maria Fátima

Brasil

Defesa de Temer pede ao STF anulação de indiciamento promovido pela PF
© 2018. Catolé News. Todos os direitos reservados