PRF prende mulher com arma de fogo, joias e dinheiro roubados na BR-101

Uma empregada doméstica, acusada de roubar ao menos R$ 600 mil em joias da casa de um representante comercial capixaba, foi presa pela polícia paraibana, na noite desta quinta-feira (11). A prisão aconteceu no município de Mamanguape, zona da mata do estado. O crime foi cometido em novembro de 2017, na cidade de Vila Velha, no Espírito Santo.

De acordo com informações da Polícia Militar, ela foi detida com aproximadamente R$ 60 mil, em espécie, e uma pistola calibre 380. Ao averiguar a ficha de Raquel Viana dos Santos, agentes encontraram um mandado de prisão contra ela, expedido pelo Tribunal de Justiça do Espírito Santo.

A suspeita estaria passando uma temporada na Paraíba juntamente com um grupo de amigos. Ela teria visitado alguns municípios do estado, incluindo a cidade litorânea de Baía da Traição.

A polícia chegou até o grupo a partir de uma chamada dos funcionários de um Motel. Eles alegaram que clientes não queriam pagar pela estadia. Ao chegar no local, a polícia avistou o carro do grupo se dirigindo à rodovia, sentido João Pessoa. O agente então resolveram realizar a abordagem que, a princípio, não levantou nenhuma suspeita. Mesmo assim, eles foram conduzidos ao posto da PRF, onde o material foi encontrado em poder da mulher.

De acordo com informações preliminares, a suspeita teria afirmado que, com o produto do roubo, comprou imóveis, gastou em viagens, compras e diversão. Ela foi encaminhada pra DPC de Mamanguape.

Em novembro de 2017, a família de um empresário de Vila Velha, no Espírito Santo, foi vítima de um furto milionário. Em meados de julho de 2017, a família contratou a suspeita para trabalhar na casa como doméstica.

Segundo o representante comercial, ele e a esposa saíram de casa enquanto a mulher fazia a limpeza da residência. Por volta das 15h30, quando voltaram, perceberam que o dinheiro e as joias haviam sumido.

Assessoria

-

Brasil

Assassinados no distrito de Mosqueiro, em Belém, são ex-marido e ex-sogra da cabo Maria Fátima

Brasil

Defesa de Temer pede ao STF anulação de indiciamento promovido pela PF
© 2018. Catolé News. Todos os direitos reservados