Em evento com religiosos em Campina, Lula volta a criticar Bolsonaro: ‘genocida negacionista’

O ex-presidente Lula (PT) voltou a chamar o presidente Jair Bolsonaro (PL) de genocida, desta vez em solo paraibano em ato inter-religioso promovido em Campina Grande, na Rainha da Borborema.

Durante fala, o petista acusou Bolsonaro de ser o responsável por parte das mortes durante a pandemia da Covid-19 no Brasil. “O momento em que nós estamos vivendo é muito delicado, porque é uma briga nossa, cidadão e cidadãs brasileiros, contra um aparelho de estado”, disse.

“Nosso adversário negacionista, que eu chamo de genocida, porque ele vai ter que carregar nas costas a responsabilidade de pelo menos metade das pessoas que morreram pela Covid e poderia ser evitado, ter agido como presidente”, criticou.

Sobre o evento

Falando para um público de representantes de várias religiões disse que, naquele momento, no auditório de uma hotel em Campina, os líderes estavam demonstrando que todos são capazes de conviver juntos, na diversidade política, diversidade religiosa, futebolista, cultural.

Portal Paraíba

-

Policial

Ex-presidiário é assassinado a facadas durante briga e discussão neste sábado (06)

CNEWS TV

Festa termina em tragédia com quatro pessoas baleadas; Duas delas morreram no hospital
© 2022. Catolé News. Todos os direitos reservados