Pedro Cunha Lima comenta filiação ao PPS: “Nada definido”

A notícia de que o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) vai se filiar ao PPS caiu como uma bomba nos meios políticos do Estado. A informação foi divulgada pelo jornalista Lauro Jardim, de O Globo.

Na Paraíba o PPS é comandado pelo jornalista Nonato Bandeira, aliado do governador Ricardo Coutinho. Ele inclusive negou a filiação.

Pedro também não confirma a informação. Segundo ele, não existe nada definido. “O que existe é um movimento na Câmara, não de hoje, de tentar ocupar um espaço na política, que pra mim tem um vazio enorme, uma mudança mais radical no sentido de reformar o Estado, diminuir o custo da máquina pública, reduzir privilégios. Quem faz parte desse movimento fica querendo estimular novas possibilidades. O PPS talvez seja um partido que consiga atrair esse pensamento. Aí sim, se for esse o caso, que não é o que eu tenho visto hoje, não é o que eu estou acompanhando, se tiver essa mudança aí sim eu passo a tá engajado, porque eu estou radicalmente engajado nessa causa de reformar o Estado, em redimensionar esse custo da máquina pública, enfim, essa bandeira que eu venho sustentando”, afirmou.

Ele disse que não manteve nenhuma conversa com o presidente nacional do PPS, Roberto Freire. “Não estou conversando com o partido. Nunca nem estive com Roberto Freire. É algo que surgiu de maneira precipitada e eu tou engajado em um sentimento, em um movimento”.

Na Paraíba os presidentes de partido são os últimos a saberem que perderam a presidência. Um dos casos foi o do vereador da Capital, Lucas Brito, que negou até o fim que perderia o comando do Livres.

-

Brasil

Assassinados no distrito de Mosqueiro, em Belém, são ex-marido e ex-sogra da cabo Maria Fátima

Brasil

Defesa de Temer pede ao STF anulação de indiciamento promovido pela PF
© 2018. Catolé News. Todos os direitos reservados