STF nega pedido de liberdade ao prefeito João Bosco, preso na ‘Operação Pés de Barro’

O ministro do Superior Tribunal Federal (STF), em Brasília, Gilmar Mendes negou o pedido de liberdade do prefeito afastado de Uiraúna, Bosco Fernandes. O indeferimento ocorreu no inicio da tarde desta quarta-feira (12). Na decisão, o ministro pediu que exames psiquiátricos comprovem as justificativas alegadas pela defesa do acusado para que se dentro do próprio presídio onde se encontra possa se tratar.

Bosco Fernandes (PSDB), foi afastado do cargo de prefeito após uma operação desencadeada pela polícia federal em dezembro do ano passado. A ‘Operação Pés de Barros’ foi deflagrada para combater desvios de recursos que seriam para construção de uma adutora no município de Uiraúna.

Confira a decisão na íntegra.

-

Catolé e Região

Colisão de moto sobre vaca na PB-325 deixa jovem morto na noite desta quarta, em Catolé do Rocha

Policial

Polícia Militar prende dupla suspeita de tentar matar comerciante a tiros em João Pessoa
© 2020. Catolé News. Todos os direitos reservados