Catolé News

Humberto Vital

Imprimir    E-mail

BEM VINDOS AO NOVO MANÉ

Na tarde deste sábado (18) estivemos na inauguração do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, na nossa capital federal, e de quebra o Brasiliense enfrentou o Brasília, jogo válido pela final do campeonato Candango 2013. Foi uma tarde mágica, onde a emoção falou mais alto, e tivemos a oportunidade de conferir in loco, todo o glamour que ostenta este gigante, considerado pela própria FIFA, como uma das mais bonitas e modernas arenas esportivas do mundo.

 

O jogo era o que menos importava, para o público de 22 mil pessoas, cerca de 30% da capacidade do estádio (72 mil lugares). Na plateia, operários que construíram a arena, torcedores do brasiliense e Brasília, profissionais da imprensa esportiva, políticos, e claro os atletas, autênticos artistas do espetáculo.

 

Mas no meio a tanta gente, uma pessoa em especial me chamou a atenção. Refiro-me a ninguém menos que o deputado federal Romário Farias, ou simplesmente, o Baixinho Romário, ídolo brasileiro tetra campeão do mundo, e campeão por onde passou.

 

O mais impressionante (pude observar atentamente, pois estava perto da cabine onde Romário estava vendo seu filho jogar), é que diante da marcação do terceiro gol do brasiliense, assinalado justamente por Romarinho, o velho peixe não se conteve na emoção e colocou as mãos no rosto e começou a chorar, sem cerimônia nenhuma.

 

É amigo, o coração de pai não aguenta tantas emoções assim. Naquele instante, vi no semblante de Romário, ao ver o filho marcar o gol que fechou o placar do jogo e consolidou a vitória e o título do jacaré Brasiliense, passar um filme em sua mente, e aos seus olhos a imagem do filho sendo campeão, retroagiu a nostalgia de uma vida de vitórias e alegrias.

 

Quanto ao jogo, poderia dizer que foi muito bom, mas melhor ainda foi compartilhar de um momento histórico, pois voltar ao Mané Garrincha, agora totalmente reconstruído para a Copa das Confederações 2013, e Copa do Mundo 2014, no dia que com certeza entrará para a história do nosso futebol e mais ainda da minha vida.

 

Certo dia, num futuro quem sabe longínquo, com a divina permissão de Deus, poderei dizer aos meus netos, que no velho Estádio Mané Garrincha, onde transmiti jogos no ano de 1987, agora retornei e participei da reabertura de um gigante que nasce com tudo que há de mais moderno e esplendor, denominado de Estádio nacional de Brasília, ou simplesmente Arena Mané Garrincha.

 

A emoção que me consumiu nesta tarde inesquecível, passo a dividir agora, através crônica, com todos aqueles que sempre acreditaram no meu trabalho, e me seguem no cotidiano do nosso Portal Catolé News.

 

Humberto Vital, Portal Catolé News 

 

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotos: Klériston Golberg, Portal Catolé News 

 

 

 

-

Outras Notícias

Giro da Notícia

Catolé News - O portal que dá notícias da nossa gente!
Rua José Bonifácio, 34 1º Andar Bairro do Batalhão - Catolé do Rocha Paraíba
Telefone: (83) 8851.1734 - 9642.0101
E-mail: catolenews@gmail.com