'Príncipe do Crime' morre baleado por PMs após desobedecer ordem de parada

Um homem, de 36 anos, morreu após ser baleado por policiais militares ao desobedecer uma ordem de parada e jogar o carro que dirigia contra uma viatura, em Santos, no litoral de São Paulo. Conforme apurado pelo g1 neste domingo (11), junto à Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), o suspeito foi o 19º mortos em confronto com policiais na região.

O caso aconteceu na Avenida Martins Fontes, no bairro Saboó. Conforme registrado em boletim de ocorrência, obtido pelo g1, Allan de Morais Santos, também conhecido como "Príncipe" dentro de uma facção criminosa, chegou a ser socorrido para a Santa Casa de Santos, mas não resistiu.

A SSP-SP informou que os PMs averiguavam uma denúncia sobre um homem transportar armas em um carro Jeep Compass. O suspeito foi interceptado pelos agentes e desobedeceu a ordem de parada, jogando o veículo contra a viatura e sendo baleado em seguida.

Ainda de acordo com a SSP-SP, o suspeito tinha passagens na polícia por tentativa de homicídio e associação criminosa. Os policiais apreenderam um fuzil calibre 556 com ele (veja na imagem abaixo). A pasta acrescentou que a perícia foi acionada e "todas as circunstâncias dos fatos serão apuradas".

19 mortos na Baixada Santista

O número de suspeitos mortos após confronto com policiais na Baixada Santista, no litoral de São Paulo, chegou a 19 no último sábado (10). A informação foi divulgada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP), que não inclui na contagem o homem que pulou de um prédio de quatro andares para fugir de PMs.

As mortes começaram há uma semana, após o reforço do policiamento na região com o assassinato do PM das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), Samuel Wesley Cosmo. Depois da morte do cabo da PM José Silveira dos Santos, a secretaria montou um gabinete em Santos (SP) para coordenar a operação.

O último registro suspeitos mortos por confrontos com a polícia aconteceu no sábado (10), na Avenida Martins Fontes, em Santos (SP). Allan de Morais Santos, também conhecido como 'Príncipe' dentro de uma facção criminosa, foi baleado por policiais militares ao desobedecer uma ordem de parada e jogar o carro que dirigia contra uma viatura.

Em nota, a SSP-SP afirmou que todos os casos são rigorosamente investigados pela 3ª Delegacia de Homicídios da Deic de Santos, com o acompanhamento do Ministério Público e do Poder Judiciário.

G1SP

-

Política

Senador Efraim Filho comemora vitória de João Costa em Massaranduba, prefeito eleito do União Brasil

Brasil

PF já tem data para finalizar inquéritos do golpe, joias e vacina que envolvem Bolsonaro
© 2024. Catolé News. Todos os direitos reservados