Grupo de Resgate Aeromédico transfere paciente que sofreu infarto no Piauí para Patos

Uma das aeronaves do Grupo de Resgate Aeromédico Estadual (Grame) aterrissou na cidade de Patos, nesta segunda-feira (12) de carnaval, transportando um paciente paraibano que sofreu infarto no Piauí. A decolagem ocorreu no domingo (11), em João Pessoa, para o estado do Piauí, com o paciente transferido para o Hospital Regional de Patos, onde realizou um cateterismo. O serviço, implantado pelo Governo da Paraíba em 2020, é realizado de forma conjunta pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), Corpo de Bombeiros e Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Sesds).

A transferência ocorreu pelo fato de o estado do Piauí não dispor de cateterismo para ser realizado a tempo. No Hospital Regional de Patos, foi realizado um cateterismo de urgência, sendo colocado um stent e programada uma nova abordagem para ser realizada nesta quarta-feira (14).

De acordo com o médico e coordenador do Grame, Elvio Lievert, o serviço tem uma equipe preparada para que o atendimento do transporte aeromédico seja eficiente em todos os lugares. “No caso deste voo, devido às condições atuais de logística de abastecimento, meteorologia e jornada de voo e mediante análise da equipe de saúde, fomos até Sebastião Leal/PI (Fazenda Progresso), abastecer, logo após, pousamos em Floriano/PI, para pernoite, retornando para a cidade Patos na segunda-feira (12) pela manhã”, disse.

O secretário de Estado da Saúde, Jhony Bezerra, lembra que vários pacientes estão sendo trazidos de vários estados para serem tratados aqui na Paraíba. “Isso mostra como a nossa saúde pública é eficiente. Um paciente infartado no Piauí, para realizar um cateterismo e nós aqui na Paraíba prontos para realizarmos o procedimento”, falou.

O Grame atua na Paraíba transportando pacientes que precisam de cuidados em outras unidades hospitalares, sejam elas dentro ou fora do estado. Além do serviço de UTI aérea para o transporte de pacientes de maneira programada, o Grame também trabalha no transporte de órgãos e tecidos, transporte inter-hospitalar, repatriação de cidadãos paraibanos e no apoio às operações institucionais do Governo, da Secretaria da Segurança e do Corpo de Bombeiros da Paraíba.

Atualmente, o transporte aeromédico estadual conta com duas aeronaves disponíveis, sendo uma delas com autonomia de 4h30min de voo. Em 2023, o serviço realizou mais de 338 horas de voo, o que significa mais de 104 mil km rodados, e um total de 70 transportes aeromédicos. Desde sua criação, o Grame já contabiliza 472 horas de voos, 92 ocorrências de transporte aeromédico e 61 voos para entrega de vacinas.

SECOM / PARAÍBA

-

Política

Senador Efraim Filho comemora vitória de João Costa em Massaranduba, prefeito eleito do União Brasil

Brasil

PF já tem data para finalizar inquéritos do golpe, joias e vacina que envolvem Bolsonaro
© 2024. Catolé News. Todos os direitos reservados